Notícias Tudo sobre o setor sucroalcooleiro
AL deve moer 15 milhões de toneladas de cana

Mauricélia Ramos

22/09/2017 - 10:29

Após um período de entressafra de quase cinco meses, o setor sucroenergético alagoano se preparara para iniciar a partir desta semana um novo ciclo da cana. Apesar do aumento dos índices pluviométricos terem renovado as esperanças de fornecedores e industriais, a previsão para a safra 17/18 é de apenas 15 milhões de toneladas de cana beneficiadas.

No ciclo 16/17, encerrado em abril passado, a moagem foi finalizada com apenas 16,1 milhões de toneladas de cana processadas. A segunda menor desde a safra 81/82, quando o levantamento começou a ser oficialmente contabilizado.

Na história recente da agroindústria da cana em Alagoas, quando o setor sucroalcooleiro passou por um período de expansão em função do Proálcool, só a safra 93/94 registrou números inferiores, com uma produção de 15,8 milhões de toneladas de cana esmagadas. A exemplo do que ocorreu no ciclo passado, a quebra de safra foi provocada pela seca que castigou a região canavieira do Estado.

O que se esperava é que a volta das chuvas, a partir de maio deste ano, ao menos estabilizasse a produção na casa dos 16 milhões de toneladas. As águas chegaram com atraso, especialmente para os fornecedores de cana, que registram fortes perdas de socaria.

O resultado, segundo o presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool de Alagoas (Sindaçúcar-AL), Pedro Robério Nogueira, é que o setor sucroenergético do Estado se prepara para iniciar uma das menor safras da sua história.

Fonte: CORREIO DO POVO DE ALAGOAS

Foto:

2013 - EMPAT - Todos os direiros reservados.